Conheça a maior franquia de Medicina e Segurança do Trabalho

A MedNet é o maior Grupo de franquia de Medicina e Segurança do trabalho do Brasil.

Fundada em 1994 na cidade de Americana/SP, no coração da Região Metropolitana de Campinas, a MEDNET Saúde Ocupacional dedica-se à prestação de serviços ocupacionais, com realização de exames clínicos, audiômetros, laboratoriais, cardiológicos, oftalmológicos, radiológicos, e demais especialidades envolvidas nas atividades laborais de seus clientes.

A empresa atende as demandas de vários clientes por todo o território nacional, desde instituições privadas a instituições governamentais e autarquias.

QUE TIPOS DE PARCEIROS NÓS PROCURAMOS

Em consequência disso para ser candidato a franquia de nossa marca é necessário: ter espírito empreendedor, com experiência em gestão de pessoas, possuir reserva financeira mínima para investimento comportando capital de giro suficiente para os primeiros 12 meses de vida, aceitar seguir padrões estabelecidos pela franqueadora.

Através de constante pesquisa, estudo, e investimento em tecnologia o Grupo MEDNET busca a perfeição em seus serviços.

A empresa conta com uma equipe de profissionais capacitados e certificados que são sujeitos a constantes treinamentos para atualização e aprimoramento que permite que ultrapassemos os resultados esperados pelos nossos clientes.

Uma das razões que tornam o Grupo MEDNET uma empresa líder em seu segmento é sua atitude arrojada e desbravadora, estando sempre à frente de seu tempo, prevendo tendências e se antecipando a elas.

Nessa linha foi que o Grupo MEDNET em 2002 criou a divisão SEGNET, especializada na área de segurança do trabalho, com uma ampla equipe de profissionais, composta de engenheiros e técnicos de segurança do trabalho em constante reciclagem e capacitação, proporcionando aos nossos clientes a facilidade de poder contar com todos os serviços de medicina e segurança do trabalho centralizados em um único fornecedor. O resultado desta união é mais agilidade e melhor qualidade nos serviços prestados.

ATENDIMENTO NACIONAL

Em teoria, praticamente toda cidade comporta, uma unidade franqueada, contudo, quanto maior a população trabalhadora na cidade (e na sua microrregião) maior o potencial e a velocidade de crescimento da unidade.
Em linhas gerais, cidades com população acima de 50.000 habitantes são potencialmente interessantes para o negócio.

POR QUE SE TORNAR FRANQUEADO?

Existem muitos benefícios em se tornar um franqueado, abaixo, listamos alguns dos diferenciais em se tornar um franqueado do Grupo MedNet:

  • Fazer parte de uma marca já consagrada no mercado;
  • Começar um negócio que já foi testado na prática;
  • Maior facilidade e agilidade na implantação do negócio;
  • Treinamento e aprimoramento contínuos;

Como resposta a grande aceitação do mercado, o Grupo MEDNET instalou unidades em polos estratégicos de negócio, para poder atender cada vez melhor os seus clientes. Este também foi o embrião da MEDNET Franchising. Com o gerenciamento remoto destas unidades regionais, foram aprimoradas as ferramentas e os processos para a abertura de unidades franqueadas.

Hoje o Grupo MedNet possuí mais de 45 unidades no Brasil.

Por todos estes motivos que o Grupo MEDNET é a escolha ideal quando se busca eficiência na área de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho.

Conheça as nossas mídias, Linkedin, Instagram e Facebook.

Conheça as 10 vantagens comprovadas de se abrir uma franquia — a 7ª vai te deixar surpreso

Abrir uma franquia ao invés de investir em um negócio do zero pode até ser um pouco mais caro, mas te dá uma garantia maior de chegar ao sucesso no empreendedorismo.

Isso porque as franquias são negócios que já foram testados no mercado e puderam ser aprimorados com o tempo, atingindo um nível de maturidade que negócios novatos não possuem.

Não á toa, a cada 100 franquias que abrem no Brasil, apenas cinco vêm a fechar suas portas no período de dois anos.

De acordo com o Sebrae, por outro lado, o índice de sobrevivência de empresas recém abertas não franqueadas é bem menor.

A cada cem que abrem, 23 encerram suas operações no mesmo período de dois anos.

Além disso, o mercado de franquias segue crescendo mesmo após a forte crise que acometeu o País nos últimos anos.

Aliás, o franchising brasileiro nunca registrou recuo em toda a sua história.

Só no segundo trimestre deste ano, o setor faturou R$ 40 bilhões e cresceu 8,4% em relação ao mesmo período do ano passado.

Mas tem mais!

Há diversas outras vantagens de se abrir uma franquia ao invés de criar um negócio do zero.

Para trazer as mais relevantes, o Portal do Franchising conversou com a especialista em franchising e sócia-diretora da consultoria GSPP, Mércia Vergili.

Ela apontou dez vantagens comprovadas desse tipo de investimento:

1 – Expansão

Na avaliação da consultora, a expansão através das franquias é feita de forma mais ágil, pois os modelos são prontos e as franqueadoras estão sempre estudando novos pontos estratégicos para ampliação da presença nos variados territórios, o que facilita na hora da decisão pela expansão.

2 – Marca

Ter uma marca conhecida significa contar com departamentos de publicidade ou marketing, comunicação e outros para ajudar na divulgação do negócio, que naturalmente acaba ficando conhecido perante o público também através da presença nas cidades com ganho de escala.

3 – Contrato

Tanto franqueador como franqueado ficam segurados juridicamente contra possíveis revisões do acordo.

Isso dá mais segurança para o investidor trabalhar e para franquia continuar a desenvolver seus processos de aperfeiçoamento do negócio.

4 – Gestão

Antes de abrir as portas da sua franquia você passará por um treinamento de gestão da sua unidade.

A franqueadora te ensinará todo o necessário para o controle do negócio.

Além disso, mesmo após a abertura a marca continuará a acompanhar seus resultados e recomendando ações se for preciso.

5 – Fornecedores

Além da vantagem na hora de negociar, as franquias pesquisam muito sobre quem fornece os produtos para suas unidades.

Por isso, os fornecedores que atuam no franchising são sempre homologados, o que garante maior qualidade nos produtos e serviços oferecidos pelas franquias.

6 – Criatividade

Lançar novos produtos não é uma dificuldade no franchising, pois as redes franqueadoras realizam pesquisas de mercado antes do lançamento do serviço ou produto proposto, garantindo assim que aceitação junto ao público aconteça.

Há, também, uma constante busca por inovação e criação de novas soluções por parte das redes de franquias.

7 – Padronização

É muito mais simples manter um padrão determinado que dá certo do que criar um inteiramente do zero e só depois testá-lo no mercado, não é mesmo?

Ao investir em uma franquia, você conhecerá unidades da marca para conhecer a operação na ponta e entender como é o padrão adotado pela marca e que será aplicado também na sua franquia.

8 – Negociação

A franquia irá negociar com fornecedores por preços mais baixos, já que a compra é voltada à todas as unidades da rede.

Com isso, há ganho de poder de negociação e maior barganha na hora de faturar.

9 – Suporte

Ao abrir uma franquia, você poderá contar com todo o suporte necessário na vida empreendedora como, por exemplo, orientação em temas como contabilidade, jurídico, tributário, etc.

Para a consultora, isso evita que os franqueados tenham problemas por desconhecimento, além de os livrar de preocupações burocráticas, fazendo sobrar mais tempo para buscar o melhor resultado para o seu negócio.

10 – Coletividade

O crescimento da marca como um todo é o seu crescimento também. Se a franquia cresce, você cresce junto.

O franchising é um mercado bastante colaborativo em que o sistema trabalha para o crescimento orgânico de toda a cadeia envolvida.

(Fonte: https://www.portaldofranchising.com.br/franquias/vantagens-de-abrir-uma-franquia/)

Lei de franquias: saiba quais operam nesse mercado

Nesse cenário, o modelo pode ser um ótimo aliado seu, conferindo uma oportunidade melhor de começar a empreender. Para isso, é importante conhecer a fundo a lei de franquias, quais são suas exigências e como ela impacta suas decisões. Afinal, ela serve para regular as suas responsabilidades, mas também garante direitos ao empreendedor.

Para ajudar a entender melhor o assunto, vamos explicar mais sobre a franquia e suas leis, quais normas ela estabelece e como a nova lei da franquia mudou seu texto. Acompanhe.

O que é uma franquia?

Para aqueles que não sabem, uma franquia é um sistema de negócio onde uma marca grande e já estabelecida (franqueadora) permite que um investidor (franqueado) abra uma filial dela em sua área. Dessa forma, o franqueado recebe orientação sobre como prestar o mesmo serviço da marca e aproveita também sua divulgação. Em troca, ele deve pagar uma porcentagem de seu lucro mensal à franqueadora todo mês.

Esse modelo de negócio é bem mais antigo do que aparenta, com sua origem mais aceita na década de 1850, nos Estados Unidos. Nessa época, não havia uma lei, mas o modelo de negócio estava começando a ser aplicado.

Já no Brasil, as franquias começaram a surgir nos anos 1960, no período pós Segunda Guerra Mundial. Duas marcas que foram pioneiras no país são os cursos de inglês CCAA e Yázigi, os quais ainda existem até hoje. Na década de 1970, novas marcas surgiram, seguindo a maior aceitação e organização desse modelo de negócio.

O que é a lei de franquias?

A lei de franquias só seria promulgada em 1994, momento no qual havia maior estabilidade econômica. Sua intenção era implementar normas que tornassem esse modelo de negócio mais seguro e confiável, estabelecendo limites para o que poderia ou deveria ser feito pelos franqueados e franqueadores, além de dar proteção legal a ambas as partes.

A lei no Brasil se baseia fortemente na lei usada nos Estados Unidos, seguindo os preceitos da boa fé e transparência. Um dos efeitos disso é que a franqueadora tem a obrigação de informar possíveis franqueados sobre todas as suas responsabilidades e exigências.

O texto da lei é bastante breve e enxuto, contendo apenas 11 artigos. Porém, mesmo os que já são suficientes para garantir um bom respaldo da lei em múltiplas situações. É recomendado entendê-los a fundo antes de buscar qualquer oferta de franquia.

Quais são as normas que atuam nesse setor?

Por ser um texto breve, não há grande dificuldade em compreender suas exigências, bastando um pouco de atenção e, em alguns casos, a ajuda de um profissional. As principais normas que podemos destacar estão a seguir.

Conceito Legal

No artigo segundo da lei de franquias, é estabelecido o conceito legal de franquia, delimitando as características que qualificam esse tipo de negócio. Essas definições são muito importantes para evitar confusões ou interpretações incorretas com relação ao papel de cada um. Por exemplo, ela define claramente que não há nenhum vínculo empregatício entre franqueador e franqueado, já que, do ponto de vista legal, são ambos considerados empresários.

“Art. 2º – Franquia empresarial é o sistema pelo qual um franqueador cede ao franqueado o direito de uso de marca ou patente, associado ao direito de distribuição exclusiva ou semiexclusiva de produtos ou serviços e, eventualmente, também ao direito de uso de tecnologia de implantação e administração de negócio ou sistema operacional desenvolvidos ou detidos pelo franqueador, mediante remuneração direta ou indireta, sem que, no entanto, fique caracterizado vínculo empregatício.”

Circular de Oferta de Franquia (COF)

Esse é o documento legal utilizado para validar o vínculo de franquia. Nele devem constar todas as informações jurídicas, financeiras e de atuação que sejam relevantes para o franqueado, garantindo que o contrato de franquia será assinado com plena ciência de todos os fatores envolvidos.

 “Art. 3º – Sempre que o franqueador tiver interesse na implantação de sistema de franquia empresarial, deverá fornecer ao interessado em tornar-se franqueado uma circular de oferta de franquia, por escrito e em linguagem clara e acessível, contendo obrigatoriamente as seguintes informações:”

Entre as informações que precisam ser incluídas nesse documento, algumas das principais são:

  • razão social do franqueador;
  • balanços e demonstrações financeiras;
  • descrição detalhada de funcionamento;
  • taxas, investimento inicial e outros custos;
  • relação dos demais franqueados, subfranqueados etc.

Há vários outros pontos que também precisam ser levados em conta, mas o ideal é conversar com um profissional ou com a própria franqueadora para conferir tudo. Também é estabelecido que deve haver um intervalo mínimo de 10 dias entre a entrega do COF e a assinatura do contrato de franquia, para que haja maior garantia de que o franqueado teve o tempo necessário para fazer sua leitura.

Princípio da Transparência

Como já mencionamos, todo o texto da lei de franquia é baseado na relação de transparência e boa fé entre franqueador e franqueado. Esse é um dos motivos para que haja tantas especificações incluídas no COF. Porém, esse princípio se estende por toda a relação entre as partes envolvidas.

O que mudou na lei de franquias?

Em 26 de dezembro de 2019, foi publicada a lei nº 13.966, que seria a nova lei de franquias. Com ela, o texto da antiga lei, a que foi publicada em 1994, fica substituído. Alguns dos principais pontos que foram alterados são:

  • esclarecimento sobre o vínculo entre franqueador e franqueado;
  • dados que devem constar no COF;
  • regras sobre o ponto comercial;
  • contrato internacional de franquia.

Para franqueados mais experientes, é uma boa ideia conferir essas mudanças. E para os que pretendem se inserir nesse mercado, o ideal é se atentar a fontes antigas e como elas podem ter mudado.

Agora que você conhece um pouco melhor a lei de franquias, é hora de se preparar para investir na sua. Com um pouco de atenção e pesquisa, você certamente encontrará uma boa proposta no mercado.

Quer continuar recebendo nossas informações sobre franquia e negócios? Então assine nossa newsletter e fique sempre por dentro de nossas novidades.

QUAL É O CENÁRIO PARA O EMPREENDEDORISMO NO BRASIL?

O empreendedorismo no Brasil está crescendo e obteve, em 2018, seu segundo melhor resultado desde 2002. É o que revelam os dados da pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM). Mas o que é empreendedorismo?

O empreendedor consegue identificar problemas e oportunidades, desenvolvendo soluções para atendê-las. Ele também investe recursos que contribuem positivamente para a sociedade — um negócio, projeto ou movimento.

Em nosso país, o empreendedor de sucesso se comporta de maneira otimista e corajosa para aceitar riscos. Ele também tem iniciativa, criatividade, capacidade de planejamento, autoconfiança, liderança e perseverança.

Se você se identifica com esse perfil, continue a leitura e conheça o cenário do empreendedorismo no Brasil.

Cenário favorável: o empreendedorismo no Brasil

Retomando os dados da pesquisa Global Entrepreneurship Monitor, eles mostram que cerca de 52 milhões de brasileiros, em idade produtiva, se envolveram em alguma atividade empreendedora em 2018 — equivalente a 38% da população total.

A pesquisa também verificou que 61,8% dos empreendedores brasileiros abriram ou estão abrindo negócios motivados pela identificação de uma oportunidade de mercado. Esse é o melhor resultado dessa taxa nos últimos quatro anos.

Em outras palavras, as mudanças em nossa economia criam oportunidades para que empreendedores possam surgir. Trata-se da relação entre demanda e oferta.

O público jovem, de 18 a 24 anos, vê no empreendedorismo uma excelente oportunidade para começar no mercado de trabalho. De 2017 para 2018, a participação dessa faixa etária cresceu de 18,9% para 22,2%.

Oportunidade: quando a economia não está bem

Pode parecer contraditório, mas é no cenário de crise que aumenta a vontade de empreender e a tendência ao negócio dar certo.

Em 2017, o portal de notícias G1 mostrou a história de Laércio Dimov — ex-gerente geral de planejamento estratégico de uma grande companhia. Demitido aos 50 anos, Laércio enfrentou dificuldades para se recolocar no mercado de trabalho.

Os meses foram passando e os salários não alcançavam as expectativas do ex-gerente geral. Foi então que, em sociedade com um amigo, Laércio comprou uma unidade de uma franquia de produtos feitos de chocolate.

Na época, a projeção era recuperar o investimento em até três anos. No entanto, Laércio já tinha a expectativa de obter esse capital em até 24 meses.

A história do ex-gerente geral é, em maior ou menor escala, parecida com a de muitos brasileiros. A crise revela oportunidades e o consumidor apresenta novas demandas.

Na recessão econômica dos últimos anos, o comércio eletrônico cresceu 15%, bem mais que os 2,3% do varejo tradicional. Esses números não revelam apenas uma questão de tendência, pois o consumidor descobriu que pode economizar quando compra on-line.

Franquias na crise

A pandemia de COVID-19 trouxe dificuldades para diversos empreendimentos, assim como tempos realmente difíceis para quase todos os negócios já instalados. No entanto, alguns segmentos como as franquias na crise não se abalaram e, em alguns casos, cresceram ainda mais.

Dessa forma, representam setores da economia com certa estabilidade e, ao mesmo tempo, constituem ótimas oportunidades para investimento em suas respectivas franquias. É o caso do setores de alimentos e de medicina ocupacional, por exemplo.

Segurança: a escolha de uma franquia para empreender

O setor de franquias é uma excelente oportunidade para quem deseja começar a empreender, mas com a segurança de uma marca já estabelecida no mercado. E a relação franqueador x franqueado é muito simples.

Dono do empreendimento original, o franqueador detém os direitos sobre um modelo de negócio bem-sucedido e que tem potencial para crescer. Por isso, permite que outras pessoas possam replicar unidades de seu negócio em outras partes do país.

Para que essa replicação aconteça, regras e condições serão pré-estabelecidas. Do mesmo modo, os resultados serão compartilhados.

Do outro lado encontramos o franqueado, que pode ser inexperiente, mas tem o desejo de abrir um negócio próprio e opta pela franquia com o objetivo de reduzir os riscos da incerteza. Sendo assim, escolhe esse modelo de negócio já estruturado.

Por menor que sejam, os riscos existem e encará-los é um dos grandes elementos da atividade empreendedora. Em compensação, as vantagens são numerosas. Conheça-as a seguir.

Medicina e segurança do trabalho

Saúde e segurança do trabalho estão presentes em todas as empresas e exigem grande quantidade de serviços, seja em razão de pequenas ou de grandes demandas. A legislação trabalhista brasileira é muito exigente nesses aspectos e, portanto, trata-se de um mercado permanente e sempre crescente.

A franquia nesse setor, quando se trata de organização franqueadora estabelecida no mercado e reconhecida pela qualidade de seus serviços constitui um excelente negócio. Sobretudo, porque grande parte das necessidades das empresas em geral é compulsória, isto é, a franqueada vai operar em um mercado onde as demandas são permanentes.

Além disso, franquias oriundas de uma organização bem estabelecida podem contar com recursos tecnológicos próprios como plataforma exclusiva e CRM (gestão de relacionamento com o cliente) em nuvem. Ao mesmo tempo, permitem operar com uma infraestrutura enxuta, o que requer baixos investimentos do franqueado.

Outro importante aspecto que facilita ainda mais o segmento é constituído pelas franquias que oferecem maior amplitude nos serviços. Assim, atendendo a todas as exigências das normas trabalhistas que regulam a medicina e segurança do trabalho, a construção de uma carteira de clientes é ainda mais rápida e facilitada.

Como se vê, diversas franquias na crise enfrentada pela economia durante a pandemia continuaram apresentando crescimento. São setores nos quais o investimento oferece oportunidades de sucesso, em especial aqueles cuja natureza não reduzem suas demandas. E é um dos seguimentos que mais cresceu das franquias na crise.

Marca conhecida pelo público

Você não precisa investir em um projeto complexo de comunicação e marketing, pois a marca já é conhecida pelo público e, em muitos casos, faz parte da rotina dele. Isso contribui bastante com a divulgação do negócio.

Crescimento sempre em expansão

A rede de franqueados faz com que o negócio cresça continuamente por mais regiões do país — de modo ágil de estratégico. Nenhuma unidade é aberta sem que sejam feitos inúmeros estudos que garantam sua viabilidade.

Segurança para trabalhar

Por mais que seja um modelo fechado de negócio, o contrato garante ao franqueado uma proteção jurídica contra possíveis revisões no acordo. Desse modo, o empreendedor obtém mais segurança para trabalhar.

Treinamento para a gestão da unidade

Outra vantagem de empreender por meio de uma franquia é o treinamento recebido pela marca para que sua gestão mantenha o padrão de qualidade da rede. Ela o ensinará o necessário para o controle do negócio.

Fornecedores à disposição

Você não precisa buscar fornecedores para atender seu negócio, pois a franqueadora possui uma lista com todos os que são homologados e que têm capacidade técnica para fornecer os melhores produtos.

Preços mais competitivos

É mais barato comprar no atacado do que no varejo, certo? Por isso, uma rede de franquias consegue preços mais competitivos do que um negócio menor e que trabalha de maneira isolada.

Constante busca por inovação

Alguns empreendedores acreditam que as franquias não são espaços ideais para liberar a criatividade. De fato, elas seguem um modelo de negócio. No entanto, há uma constante busca por inovação e novas soluções para atender o público-alvo.

Suporte para alinhar os pontos estratégicos

As unidades não trabalham de modo isolado. Por mais independentes que sejam, elas contam com total suporte da franqueadora para alinhar os pontos estratégicos e manter a qualidade dos produtos e serviços oferecidos.

Estratégias de marketing já definidas

Seu negócio pode ser local, mas a franqueadora investe em campanhas nacionais para tonar a marca ainda mais conhecida. Suas estratégias de marketing já vêm definidas, o que facilita muito direcionar as ações de comunicação a curto, médio e longo prazo.

Como você pôde ver, o empreendedorismo no Brasil abre as portas para quem está disposto a mudar de vida por meio das próprias iniciativas. Mas ele oferece também uma oportunidade para quem quer ter um negócio com menor risco: as franquias.

O empreendedorismo é para todos! Curta e siga nossa página no Facebook para conhecer uma opção de franquia em prestação de Serviços de Medicina e Segurança do Trabalho.

Franquias na crise: quais segmentos cresceram durante a pandemia?

A pandemia de COVID-19 trouxe dificuldades para diversos empreendimentos, assim como tempos realmente difíceis para quase todos os negócios já instalados. No entanto, alguns segmentos como as franquias na crise não se abalaram e, em alguns casos, cresceram ainda mais.

Dessa forma, representam setores da economia com certa estabilidade e, ao mesmo tempo, constituem ótimas oportunidades para investimento em suas respectivas franquias. É o caso do setores de alimentos e de medicina ocupacional, por exemplo.

Continue a leitura e descubra quais foram os segmentos cujas franquias cresceram durante a pandemia, e saiba empreender em franquias na crise.

Delivery de alimento preparado para consumo

Dentre os segmentos que apresentaram crescimento significativo e parecem ter criado novos hábitos de consumo está o delivery de alimentos preparados para consumo. Na verdade, o que se apresentou inicialmente como uma estratégia de sobrevivência do setor tornou-se um interessante mercado em evolução.

O ramo de alimentação já vinha crescendo há algum tempo, não apenas as vendas presenciais, mas mesmo o sistema delivery. As condições trazidas pela pandemia, por sua vez, criaram novas demandas nesse segmento e resultaram na incorporação de novos hábitos à forma de consumo de alimentos.

Nessa área pode ser encontrado de tudo: lanches, pizzas, refeições completas, doces e bebidas, entre outros. Há marcas tradicionais e outras muito recentes, mas todas com um ponto em comum: a dinâmica que a pandemia impôs ao setor e que veio para ficar.

Um indicativo dessa realidade é o número de startups surgidas e que vêm ganhando evidência rapidamente nos setores em que atuam. No dia a dia, qualquer um percebe como surgem aplicativos para a solicitação de um simples lanche ou de uma complexa refeição para diversas pessoas.

Supermercados

O maior tempo passado em casa pela família, em razão do isolamento social, se traduziu por maiores consumos de produtos diversos, desde alimentos até produtos de higiene e limpeza. Nessa direção, um dos segmentos tradicionais que apresentou crescimento mesmo na crise surgida da pandemia foi o de supermercados.

Por sua vez, já a algum tempo a franquia de supermercado começou a despontar como um nicho promissor sinalizando bons resultados. Com as novas circunstâncias impostas pela pandemia as coisas se aceleraram de modo positivo para o setor que já oferece diversas alternativas.

Em razão de sua essencialidade, as redes de supermercados permaneceram com suas lojas abertas incrementando ainda mais os negócios. As mudanças previstas no comportamento social de comprar já se apresentam como novos costumes e indicam que esse setor vai crescer ainda mais na pós-pandemia.

Ao mesmo tempo, algumas mudanças nas exigências do consumidor com atendimentos mais personalizados fortalecem as franquias de supermercados. Grandes marcas já consolidadas no mercado estão abertas para a franquia, assim como iniciativas mais recentes que já disponibilizam acesso a novos franqueados.

Comércio eletrônico

O comércio online que já apresentava crescimento natural com introdução de novas tecnologias e plataformas cada vez mais especializadas, encontrou ainda mais incremento durante a pandemia. Franquias nessa área constituem investimento seguro e próspero.

Na verdade, essa é a tendência geral do mercado, no qual a forma tradicional de vendas presenciais vem apresentando limites de modo cada vez mais intenso. Assim, o e-commerce já assentou suas bases e deve continuar evoluindo e se especializando sempre mais.

No entanto, a tecnologia é a base de sustentação do comércio online, sobretudo as plataformas especializadas. Assim, é preciso dispor desses instrumentos e aprender o seu manejo, assim como as principais estratégias de negócio, sobretudo aquelas que orientam o marketing virtual.

Existem muitas vantagens no setor de franquias de comércio eletrônico. No entanto, as facilidades operacionais (instalações, estoque desnecessário) e a maior liberdade do empreendedor são suas principais características.

Serviços de entrega

A necessidade de isolamento social imposto pela pandemia fez explodir a demanda por serviços de entrega em praticamente todos os setores. Além disso, muita gente já se acostumou com a prática de comprar online e receber em casa ou no trabalho.

Na verdade, os serviços de entrega acompanharam o crescimento do comércio eletrônico e viram surgir oportunidades inimagináveis. Assim, desde o segmento de motoboys até as grandes frotas de empresas especializadas em frete e entregas, o setor se expandiu rapidamente e segue em evolução.

O que se observa é que muitas empresas que não utilizavam os serviços tiveram que fazê-lo, ou não sobreviveriam. Ao mesmo tempo, não se prevê retorno à situação anterior: ao contrário, trata-se de um mercado em expansão com demandas cada vez maiores.

O setor de alimentação encabeça os segmentos que mais operam serviços de entrega e apresentam crescimento bastante expressivo. Da mesma forma, casa e construção, moda, saúde e eletrônicos, entre outros, seguem pelo mesmo caminho.

Medicina e segurança do trabalho

Saúde e segurança do trabalho estão presentes em todas as empresas e exigem grande quantidade de serviços, seja em razão de pequenas ou de grandes demandas. A legislação trabalhista brasileira é muito exigente nesses aspectos e, portanto, trata-se de um mercado permanente e sempre crescente.

A franquia nesse setor, quando se trata de organização franqueadora estabelecida no mercado e reconhecida pela qualidade de seus serviços constitui um excelente negócio. Sobretudo, porque grande parte das necessidades das empresas em geral é compulsória, isto é, a franqueada vai operar em um mercado onde as demandas são permanentes.

Além disso, franquias oriundas de uma organização bem estabelecida podem contar com recursos tecnológicos próprios como plataforma exclusiva e CRM (gestão de relacionamento com o cliente) em nuvem. Ao mesmo tempo, permitem operar com uma infraestrutura enxuta, o que requer baixos investimentos do franqueado.

Outro importante aspecto que facilita ainda mais o segmento é constituído pelas franquias que oferecem maior amplitude nos serviços. Assim, atendendo a todas as exigências das normas trabalhistas que regulam a medicina e segurança do trabalho, a construção de uma carteira de clientes é ainda mais rápida e facilitada.

Como se vê, diversas franquias na crise enfrentada pela economia durante a pandemia continuaram apresentando crescimento. São setores nos quais o investimento oferece oportunidades de sucesso, em especial aqueles cuja natureza não reduzem suas demandas. E é um dos seguimentos que mais cresceu das franquias na crise.

https://youtu.be/ixFg-qizgys

Entre em contato conosco e saiba tudo o que você precisa para ser um franqueado de sucesso em medicina e segurança do trabalho.

Conheças os 6 melhores segmentos de franquia para investir na pandemia

A franquia é um modelo de negócios conhecido por entregar solidez e um bom retorno aos seus investidores. Logo, no atual cenário pandêmico que vivemos, em que a economia sofreu algumas quedas consideráveis, é importante investir o seu dinheiro em empresas que tragam algum tipo de segurança.

Alguns setores comerciais tem apresentado resultados positivos, que não apenas resistem bravamente ao momento, mas também se mostram como uma boa alternativa para quem quer investir.

Se você é uma dessas pessoas em busca de possibilidades, confira o nosso post e conheça 6 franquias na pandemia que vale a pena ficar de olho.

1. Alimentação

As franquias de alimentação são uns dos melhores segmentos para investimento a qualquer momento, mas na pandemia, ele sente um aumento considerável.

No entanto, é preciso se adaptar ao momento, uma vez que por causa das restrições, a maior parte dos pedidos estão sendo para retirar ou para entregar em casa. A boa notícia é que com os aplicativos de entrega, adaptar para o delivery não é uma tarefa tão desafiadora e o seu negócio não perde a chance de faturar.

2. Seguros

A pandemia causada pelo novo coronavírus reacendeu a discussão a respeito da importância do sistema público de saúde. No entanto, enquanto o governo não dá conta de atender a toda a população, a busca pela adesão tanto aos planos de saúde quanto aos seguros de vida segue aumentando.

Outro ponto positivo é que é um modelo de negócios que completamente adaptável ao teletrabalho e é justamente por isso que esse segmento de franquias não foi tão abalado pela crise econômica que assola o país.

3. Online

As franquias online já estavam ganhando terreno antes da pandemia, uma vez que, normalmente, exigem um investimento financeiro menor do que outras modalidades. Agora, com o confinamento e o distanciamento, elas apresentam ainda mais diferenciais, tendo em vista que ao contrário do modelo tradicional, ela já é pensada para operar 100% no esquema home office.

4. Logística

Franquias de logística que atuam seja na área do delivery de alimentação, seja na de documentos ou pequenas entregas expressas, contam com um bom nicho de crescimento nesse momento, em que as pessoas estão avaliando se devem ou não sair de casa.

Em vez de enfrentar trânsito ou transporte público, é possível contratar um serviço rápido e prático para resolver problemas no dia a dia e com isso dar segmento em atividades que não podem ser realizadas online. Por isso que esse é um ramo que de franquia na pandemia que tem feito sucesso.

5. Higienização

É inegável que a nossa preocupação com a higienização de ambientes, roupas e utensílios ficou muito mais elevada. Principalmente os centros comerciais que já reabriram ou estão pensando em reabrir, o cuidado com a limpeza de cada detalhe precisa ser redobrado.

Logo, as franquias de limpeza e conservação registraram um bom crescimento durante esse período e aparece como uma oportunidade de investimento para quem tem capital disponível.

6. Saúde

Se há uma preocupação que define a vida das pessoas em 2020, essa preocupação é com a saúde, certo? E não falamos apenas em relação a pessoas físicas e planos de saúde, mas também de empresas que querem cuidar de seus funcionários, seja no teletrabalho, em relação à ergonomia e questões psicológicas, seja no trabalho no escritório.

Logo, franquias relacionadas ao tema e que trabalhem com segurança e medicina do trabalho especificamente, são uma boa opção para quem deseja aproveitar o momento e investir no seu negócio.

Ou seja, como puderam perceber, há algumas franquias na pandemia que contaram com um crescimento considerável e tem trazido bons retornos a quem decidiu investir. Se você está em busca, não esqueça de avaliar com atenção cada opção para ter a certeza de um bom negócio.

Quer saber mais sobre assuntos desse tipo? Assine nossa newsletter e receba conteúdo de qualidade.

O GRUPO MEDNET PARTICIPARÁ DE UMA FEIRA VIRTUAL DE FRANQUIAS

Como resultado do impacto do coronavírus no franchising, diversos eventos que marcam o calendário do mercado tiveram que ser cancelados. As maiores feiras de franquias que acontecem anualmente precisaram ser canceladas.

O distanciamento social tem feito com que todo tipo de aglomeração seja cancelado ou adiado. Neste grupo estão incluídos eventos de empreendedorismo, como as feiras do franchising

Como alternativa, as lives, videoconferências e reuniões online tem ganhado cada vez mais espaço. As webinars, que já vinham ganhando popularidade, se tornaram um grande canal para realização de eventos. 

Em meio a isto, o franchising também está inovando e estabelecendo alternativas para a pandemia. Além de medidas no operacional das redes, o calendário também está sendo readaptado. 

Por este motivo, surgiram feiras virtuais de franquias. Estas feiras surgem como uma alternativa para manter o networking e a geração de oportunidades de negócio proporcionadas pelas feiras.

E neste ano o Grupo MedNet participará deste novo modelo de feira virtual que começará no dia 10 de novembro de 2020.

A plataforma conta com informações sobre o nosso modelo de negócios e um box onde o empreendedor pode agendar com um de nossos especialistas para adquirir uma franquia do Grupo MedNet, além de ter dois horários disponíveis para participar de um encontro ao vivo com o departamento de expansão do Grupo. De qualquer forma, todos que desejarem entrar em contato com a franqueadora para obter mais informações sobre nosso modelo de franquia já podem a partir de hoje fazer o seu cadastro no site da Feira Virtual, ou acessar o site do Grupo MedNet Franchising (mednetfranquias.com.br).

Um grande diferencial, para aqueles que fecharem negócio com nosso time de expansão no dia da feira, será o desconto exclusivo na taxa de franquia. Para os que iniciarem a negociação na feira e fecharem contrato nos dias seguintes, a franqueadora concederá também um valor diferenciado na taxa de franquia. Não perca a chance de realizar seu sonho de empreender e agende sua reunião ou fale diretamente através de nossos contatos disponíveis em nosso site.

Fale com o nosso time de expansão na feira pelo link: https://feiravirtualdefranquia.com.br/franquia/109 ou acesse nosso site: mednetfranquias.com.br

Uma feira virtual de franquias permite que mesmo em meio a esse período de isolamento, o empreendedorismo continue se movimentando. Além disso, o franchising consegue movimentar o seu mercado, proporcionando oportunidades de expansão às redes, mesmo que à distância. 

(Fonte: Central do Franqueado / Grupo MedNet)

Você sabe o que são royalties de franquia? Descubra aqui!

Uma alternativa mais segura para quem deseja empreender é investir em uma franquia, criando um negócio com base em uma empresa já consolidada no mercado. Mas, é preciso tomar bastante cuidado para estabelecer sua empresa, estudando bem cada detalhe exigido pelo franqueador, como os royalties de franquia.

De forma bem simples, uma franquia é uma empresa que permite que outros investidores abram unidades dela, desde que façam o investimento inicial e paguem as taxas correspondentes.

Dessa forma, o franqueado tem a garantia de usar uma marca já reconhecida, enquanto o dono da marca ou franqueador tem mais facilidade para expandir sua empresa. Se você escolher a franquia ideal, terá ótimas chances de sucesso.

Porém, antes de começar, é importante que você entenda um pouco sobre os royalties de franquia, que são bem relevantes para qualquer investimento na área. Acompanhe e descubra tudo que precisa saber!

Entenda os termos

Há três números que você precisa conhecer para investir em uma franquia. Eles são:

1. Royalties de franquia

De forma bem simples, os royalties são uma taxa paga pelo franqueado para o franqueador, representando o uso de sua marca, de seus sistemas, seus produtos, entre outros itens que são obtidos como parte do acordo.

Essa é a principal forma pela qual o franqueador obtém retorno financeiro em relação a cada franqueado.

2. Taxa de franquia

Este é similar aos royalties, mas a taxa de franquia só é paga inicialmente. Pense nisso como uma “taxa de adesão”, que costuma englobar o treinamento inicial, cadastro e outros custos de burocracia.

É uma forma de custear a inclusão de qualquer pessoa na franquia, acelerando o processo e fazendo com que todos comecem a obter lucro mais rapidamente.

3. Fundo de marketing

Por fim, o fundo de marketing, como o nome diz, é uma reserva de recursos destinada à divulgação da empresa. Tanto o franqueador quanto o franqueado devem investir na divulgação no negócio, ou não haverá um bom reconhecimento pelo público.

Isso, por sua vez, pode levar a uma perda considerável de possíveis clientes e de rentabilidade, o que costuma acabar com qualquer negócio.

Vantagens de investir nesse modelo

O modelo de franquia é um dos mais comuns hoje em dia, apresentando grandes vantagens para todas as partes envolvidas. O franqueador, obviamente, recebe os royalties de franquia mensalmente, podendo usar esses recursos para reinvestir em sua marca, além de gerar rentabilidade estável ao longo do tempo.

Além disso, o franqueado pode começar um negócio já com uma marca bem estabelecida, além de instruções, processo e tecnologias adequadas para aumentar suas chances de sucesso.

Uma ótima opção para quem deseja se consolidar mais rápido e não tem tanta experiência na formação de uma empresa. E como o sucesso do franqueado é também o sucesso do franqueador, você pode esperar mais apoio ao longo do tempo.

Agora que você entende melhor o que são os royalties de franquia, pode incluí-los nas suas contas antes de fazer seus investimentos. Se você se planejar bem, certamente será compensado.

Quer conhecer uma boa franquia agora mesmo? Então entre em contato com a MedNet e aprenda mais sobre nossa rede.

VOCÊ SABE COMO ESCOLHER A FRANQUIA IDEAL? APRENDA AQUI!

Resultado de imagem para escolher franquia

Você sabe como escolher a franquia ideal? Para quem quer abrir um negócio, essa provavelmente é a melhor opção. Entretanto, não adianta escolher qualquer franquia. É preciso avaliar algumas variáveis para acertar no investimento.

De nada adianta investir em um modelo de negócio que não combina com você, com seu perfil ou com as demandas do mercado atual. Por isso, neste texto daremos algumas dicas para que sua escolha seja feita com consciência e estratégia. Acompanhe!

Leia mais

VALE A PENA INVESTIR EM UMA FRANQUIA DE SERVIÇO EM SAÚDE OCUPACIONAL? ENTENDA!

Resultado de imagem para investir em franquia

Investir em franquia de serviço ocupacional é uma boa alternativa para quem deseja empreender e tocar o próprio negócio. Isso se justifica porque os investimentos são menores do que começar uma empresa do zero. Além disso, também já se contará com uma marca reconhecida pela sua atuação no ramo escolhido.

Entre as áreas que se destacam nesse sentido, está a de franquia de serviço ocupacional. Vale muito a pena investir no ramo da medicina e da segurança do trabalho.

Para que você entenda o porquê de investir em uma franquia de serviço ocupacional, listamos uma série de vantagens. Confira!

Não há risco de variações sazonais em uma franquia de serviço ocupacional

Se existe um negócio em que não há o risco de variações sazonais são as franquias de serviços ocupacionais. Afinal, as empresas sempre necessitarão realizar os exames ocupacionais e desenvolver laudos de segurança do trabalho. Por conta disso, em todas as épocas do ano haverá trabalho, e a lucratividade do negócio é garantida.

A obrigação das empresas registrarem informações sobre a saúde de seus colaboradores na plataforma do E-social também fará com que se aumente ainda mais a necessidade de as organizações investirem em medicina ocupacional.

Pouco custo de instalação

Os custos de instalação desse tipo de empresa não são muito altos. É claro que você precisa investir em uma boa infraestrutura e garantir uma sala de espera adequada, consultórios agradáveis para receber os pacientes, escritórios bem estruturados para os funcionários, etc.

Porém, esses custos são relativamente baixos, e você os teria em qualquer tipo de negócio que fosse investir.

Não é necessária a formação em saúde

Engana-se quem pensa ser necessário ter formação na área da saúde para abrir uma franquia de serviço ocupacional. Você pode ser um engenheiro, um administrador ou ter qualquer outra formação e investir nesse tipo de negócio.

É claro que você precisará prestar serviços médicos na sua empresa, mas, para isso, basta contratar um profissional com essa formação.

Orientação e assistência na administração do negócio de franquia de serviço ocupacional

Quando você opta por ser um franqueado, além de poder usufruir de uma marca reconhecida no mercado, também terá orientação e assistência na administração do negócio. Assim, se terá a certeza de que o negócio será bem-sucedido, pois você terá excelentes profissionais especializados e que conhecem a realidade da marca e do mercado de saúde ocupacional para orientá-lo.

Obrigatoriedade de as empresas contarem com esses serviços

As empresas são obrigadas a contratar os serviços de saúde ocupacional, caso contrário são multadas e podem sofrer processos trabalhistas por parte de seus empregados. Por isso, esse tipo de trabalho é sempre procurado.

Essa obrigatoriedade é uma oportunidade para os empresários da área, pois você sempre terá demanda de trabalho. Todas as vezes que uma empresa contrata um novo funcionário ou faz uma demissão, essa pessoa precisa passar por uma avaliação médica.

Além disso, também é preciso que as organizações cumpram com programas como o PCMSO e o PPRA, e o seu negócio proporcionará auxílio nesse sentido.

Como você pode perceber, existem muitas vantagens ao abrir uma franquia de serviço ocupacional. Por isso, podemos dizer que sim, vale a pena fazer esse investimento.

A MedNet é uma marca de prestação de serviços ocupacionais, que atua desde 1994 realizando um excelente trabalho para as empresas. A solidificação da franquia garante o sucesso para o seu negócio. Entre em contato conosco e saiba mais!